Como ajudar as crianças durante o isolamento?


Sua criança está mais birrenta, manhosa, brava, irritada e nervosa durante a quarenta?

Saiba que é super normal e esperado que eles estejam se comportando assim, e apresentando essas alterações de humor. Isso acontece por conta da alteração da rotina, excesso de eletrónicos, diminuição do gasto de energia e contato com outras pessoas.


E como nós podemos ajudá-las?

  • Primeiramente, cuide dos seus sentimentos. Converse com uma amiga ou uma profissional capacitada. Todos nós estamos passando por momentos difícies e as crianças sentem isso.

  • Acolha o sentimento do seu filho e explique para ele o que está acontecendo (escolha as palavras de acordo com a idade), mas mesmo os pequenos merecem essa conversa.

  • Mantenha uma rotina de sono e alimentação, se possível. Isso já irá trazer segurança e previsibilidade para a criança e ajudará na ansiedade dela.

  • Intercale atividades de movimento, onde a criança gaste energia, com atividades de concentração. Essa dica é ótima para crianças que precisam sentar para fazer as atividades da escola.

  • Inclua a criança na rotina de afazeres da casa. Além de ter uma ajuda extra, a criança se sentirá pertencente e capaz. Além de habilidades valiossimas que ela estará aprendendo. Mesmo crianças muito pequenas podem ajudar em casa, como recolher as roupas, lavar a louça ou arrumar a mesa.

  • Organize seu dia e tenha certeza de ter reservado um tempo para você, pois só podemos dar o que temos.


Texto: Fernanda Salles



84 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Se fossemos definir a empatia, poderíamos dizer que é a habilidade socioemocional de se colocar no lugar do outro, sentir como ele. Uma expressão bem conhecida do inglês para exemplifica-la é o “walk

Uma das dúvidas que recebo com frequência é sobre presentes em dinheiro para as crianças. Na minha família, por exemplo, isso sempre foi uma prática bem comum: minha avó e meus pais preferiam me prese